O Evento

O “Curso teórico de bioinformática básica” de curta duração com carga horária de 20h do Centro Multiusuário de Bioinformática da UFRN acontecerá em Natal - RN, nas dependências do Instituto Metrópole Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IMD - UFRN), de 24 a 26 de Janeiro de 2018. O curso será promovido pelo BioME, com apoio do Programa de Pós Graduação em Bioinformática da UFRN e do Instituto de Bioinformática e Biotecnologia (2Bio), sendo ministrado pelo Prof. Dr. Sandro José de Souza.

Público Alvo:
Estudantes e profissionais que:
i) precisem de uma sólida introdução aos conceitos e aplicações da Bioinformática.
ii) apesar de serem especialistas em alguma área da Bioinformática, precisem de uma introdução às outras áreas da mesma.









Palestrante

Sandro José de Souza

ICE/UFRN, BioME

formado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Paraná (1989) e doutor em Bioquímica pela Universidade de São Paulo (1993). De 1995 a 1998, foi Pew Latin American Fellow na Universidade de Harvard. Foi um dos pioneiros da genômica e da Bioinformática no Brasil. Foi membro associado do Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer de 1999 a 2012. Eleito pelo Fórum Econômico Mundial como um Young Global Leader em 2009. Foi Tinker Visiting Professor na Universidade de Chicago em 2011. Atualmente é Professor Titular do Instituto do Cérebro da UFRN.
Mais informações: CV Lattes

Programa

9:00 - 9:15

Apresentação

9:15 - 10:00

Introdução: A importância da Bioinformática no cenário científico/tecnológico moderno - Sandro J. de Souza

Histórico da Bioinformática
Desenvolvimento tecnológico
Como se tornar um bioinformata (amador ou profissional)
10:00 - 11:00

Alinhamentos: Como alinhar e interpretar o seu resultado – Sandro J. de Souza

Conceitos por trás de um alinhamento
Como e quando usar diferentes tipos de alinhamento
Dicas para interpretação dos seus resultados
Discussão de exemplos
11:00 - 12:00

Ferramentas de Buscas: Sandro J. de Souza

BLAST e suas variações
Quando o BLAST não é suficiente: métodos mais sensíveis
Discussão de exemplos
12:00 - 14:00

Almoço

14:00 - 16:00

Filogenia – João Paulo Matos

Conceitos
Parsimônia? ML? Qual método uso?
Suporte estatístico
Visualização de árvores
16:00 - 16:30

Coffe Break

16:30

Bancos de Dados: o que é público e como usar - Sandro J. de Souza

NCBI
UNIPROT
Surfando em diferentes bancos
Uma leve introdução aos bancos relacionais
9:00 - 10:30

Genômica: Conceitos e aplicações modernas – Sandro J. de Souza

Histórico da genômica: de Sanger ao NGS
Cobertura, montagem, re-sequencimento; esses e outros conceitos
As múltiplas aplicações da genômica
Discussão de exemplos
10:30 - 12:00

Transcriptômica – Sandro J. de Souza

Histórico da transcriptômica
RNA-Seq
Clusterização, normalização: entendendo os métodos
Como interpretar um dado de RNA-Seq: exemplos
12:00 - 14:00

Almoço

14:00 - 15:00

Como usar o UCSC Genome Browser – Sandro J. de Souza

Entendendo os tipos de dados e os “tracks”
Alinhamento no Browser
Discussão de exemplos
15:00 - 15:30

Coffe Break

15:30

Processamento de Dados NGS – Jorge Estefano S. de Souza

FASTq, BAM, VCF: Entendendo os formatos envolvidos na análise de NGS
Exemplo de processamento: chamada de variantes
Exemplo de processamento: RNA-Seq
Até onde devo me aprofundar na análise de NGS?
9:00 - 10:00

Biologia de Sistemas - Beatriz Stransky

Introdução e contextualização
O biólogo conseguiria consertar um rádio? A biologia e a engenharia juntas.
Discussão de exemplos
10:00 - 12:00

Análise de redes – Rodrigo Dalmolin

Conceitos topológicos de redes
Como interpreter uma análise de enriquecimento
Visualização
Uma pequena introdução ao R
12:00

Almoço

14:00

Espaço aberto para discussão de problemas trazidos pelos alunos

Informações

Local: IMD, sala a confirmar

Carga horária: 20h


Organização

Gisele Tomazella

2Bio, BioME

Maria Santana Braga

2Bio, BioME

Rodrigo Romão

PPg-Bioinfo, BioME

Sandro de Souza

ICE/UFRN, BioME

Rodrigo Dalmolin

DBQ/UFRN, BioME

Jorge E. S. de Souza

IMD/UFRN, BioME

Colaboradores


IMD

O Instituto Metrópole Digital (IMD) é uma Unidade Suplementar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que atua na formação de pessoal de nível técnico, superior e na pós-graduação. Situado no bairro de Lagoa Nova e a menos de 9km da Praia de Ponta Negra, chega-se facilmente ao IMD de carro (taxi, uber) ou de ônibus (linha 66, a cada 10 minutos). O Instituto conta com diversas facilidades, tais como cantina e rede wi-fi. Mais informações em: IMD

Sobre Natal

Natal é a capital e maior cidade do estado do Rio Grande do Norte, localizada no Nordeste do Brasil. Até a data do último censo, a cidade teve uma população total de 862.044 habiatantes. Os principais hotéis da cidade estão concentrados na Via Costeira, uma longa avenida situada entre a costa e as dunas, além da Praia de Ponta Negra, a praia mais famosa da capital e a mais visitada pelos turistas. Natal tem várias atrações turísticas e é famosa por sua beleza natural (como as águas cristalinas de Maracajaú e o maior cajueiro do mundo), por seus monumentos e edifícios históricos (como o Forte dos Reis Magos, o Teatro Alberto Maranhão e a ponte Newton Navarro) e pelas suas praias (Ponta Negra, Pipa e Genipabu). A cidade também possui o segundo maior parque urbano do Brasil, o Parque das Dunas.

Contato

biome@imd.ufrn.br
+55 (84) 9 9422-6560 (WhatsApp)